terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

A PRINCESA QUE NÃO SORRIA

Num certo dia depois de uma maravilhosa apresentação de brincadeiras e palhaçada o palhaço Chico, decidiu que teria que consertar a lona que cobria o circo. Quando estava lá no alto fazendo os devidos reparos, o tempo mudou.

Começo então a vir umas nuvens escuras, relâmpagos e uma ventania muito forte.

Chico tentava se segurar de todas as formas mas o vento era muito forte, até que um redemoinho o levou. Ele foi girando, girando, girando até que foi jogado pelo redemoinho em uma praia. Caído, quase sem fôlego ficou pensando onde estaria.

__ O quê aconteceu?

__ Onde estou?

__ Que país é este?

De repente chegou uns guardas pegou Chico e foi arrastando e ele gritando: me solte, quem vocês pensão que são, me solte.

Ele foi levado para um castelo enorme e muito lindo.

Chegando no castelo ele foi recebido pelo rei que pediu pra que fizesse algumas brincadeiras para divertir o rei.

O que é isso? Quem esse tal de Rei pensa que sou. Não sou bobo da corte.

Faça o Rei sorrir ou será morto.

Nossa aqui a coisa é feia. Bom vou salvar a minha pele, afinal eu sou especialista.

Ele fez várias brincadeiras que quase matou o rei de tanto rir. O rei gostou tanto dele que o contratou como palhaço oficial da corte. Estava indo tudo bem, até que um dia o Rei estava muito triste e confessou ao Chico que não sabia mais o que fazer para que sua filha voltasse a sorrir. Já tinha vindo vários palhaços no castelo mas ninguém conseguia fazer a princesa sorrir. Chico topou o desafio, aliás ele é especialista na arte de fazer palhaçadas.

Ele chegou na frente da princesa, fez de tudo, mas a princesa não sorria, ela desabava a chorar.

Então Chico decidiu observar a princesa e quando ela foi para seus aposentos reais para dormir, Chico se escondeu no quarto e ficou observando a princesa dormir quando dê repente apareceu uma bruxa horrorosa e disse:

__ Aaahhhá! Meu feitiço está dando certo, meu feitiço é infalível. Você não será feliz, você nunca mais será feliz e nunca mais vai sorrir AAAHHHAAA, AAAHHHAAA e saiu voando pela janela em sua vassoura e a princesa desabou a chorar.

Chico viu tudo escondidinho no canto.

__ Ah! Tá explicado o porquê ela não sorria, mas eu tenho um plano. Eu tenho um velho amigo que é mágico e ele me ajudará a quebrar esse feitiço, se não eu estarei morto.

Chico saiu para um outro reino. Três dias de viagem.

Chegando lá ele foi anunciado e seu velho amigo o recebeu. Ele contou seu problema e o mágico disse:

__ Bom, eu tenho uma poção mágica que quebra esse tipo de feitiço, mas só tem esse pouquinho de pó. Você precisa fica bem escondido e quando a bruxa aparecer você joga o pó em cima dela, mas você não pode errar só tem esse pouquinho.

__ Ok, meu bom amigo, pode deixar comigo.

Depois de mais três dias de viagem, Chico voltou ao castelo da princesa as 17 horas, estava muito cansado.

A meia-noite a bruxa apareceu.

__ AAAHHHAAA´, AAAHHAAA, eu não disse que sou poderosa? Sou muito má, mas sou muito bela, o que adianta ser bonita como você mas não sorrir? Então eu sou a mais bonita. AAAHHHAAA, AAAHHHAAA, e foi embora.

Chico estava tão cansado que adormeceu no canto e não viu a bruxa.

__ Ah! Perdi desta vez, mas amanhã você me paga bruxa horrorosa.

No outro dia a noite, Chico se escondeu novamente e quando a bruxa chegou.

__ AAAHHHAAA, AAAHHHAAA, hoje eu estou muito feliz porque você está muito triste, princesinha horrorosa. Eu sou a mais bela, mais poderosa e má. AAAHHHAAA.

Chico então pegou o pó mágico chegou bem perto da bruxa e jogou sobre ela.

__ Ah! O que é isso? O que você está fazendo comigo? Ahhh, eu estou me derretendo ahhaaa, eu voltarei, eu voltarei uufffiiiiu. Sumiu, só ficou a capa preta e as cinzas da bruxa.

A princesa voltou a sorrir, ficou muito feliz, como ela era linda sorrindo.

Chico ficou muito feliz também porque fez o seu trabalho, salvou sua pele e foi promovido a palhaço oficial da corte.

(texto de autor desconhecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário